Direito de Família

Partilha de bens pós-divórcio, mesmo envolvendo incapaz, deve ser feita na mesma Vara

O divórcio significa um novo rumo na vida do casal e, não raro, muitas vezes em cidades diferentes. Para quem enfrenta o processo judicial, a legislação permite que o divórcio possa ocorrer sem a necessidade de julgar a partilha de bens. Isso acontece por uma série de fatores, as vezes pela urgência de ambos em terminar rapidamente a união.

Mas e quando o ex-casal não mora mais na mesma cidade, e decide tratar da partilha dos bens? Qual Vara deve ser a responsável por analisar o processo? O Superior Tribunal de Justiça (STJ) analisou um caso mais específico. E se um dos envolvidos se tornou incapaz, e um familiar foi nomeado representante legal para a partilha?

Com este agravante, em qual a cidade deve tramitar o processo que realizará a partilha dos bens? O STJ determinou que a ação será na mesma Vara que houve o divórcio. A compreensão do tribunal é que há uma conexão entre a separação a divisão dos bens. Portanto, tudo ocorre na mesma Vara.

CONFIRA O ACÓRDÃO DO JULGAMENTO

Para o sócio-fundador do Zanette & Trentin Escritório de Advocacia, Dr. Giancarlo Donato, a decisão do STJ é acertada. “Desta maneira, como a tendência é de análise pelo mesmo magistrado que tratou do divórcio, não haverá uma sentença conflitante”, analisa.

Com a avaliação feita na mesma Vara, o magistrado cuidará do novo processo. Isso não acontece em casos pontuais, como p.ex. uma eventual nomeação do juiz para algum tribunal.

Zanette & Trentin lembra, para estes e outros assuntos procure sempre um advogado de confiança.

4 comentários em “Partilha de bens pós-divórcio, mesmo envolvendo incapaz, deve ser feita na mesma Vara

  1. Lian Rodrigues

    Achei que o blog seria para pessoas como eu que querem ficar por dentro dos direitos, mas os últimos blog eu não gostei. Minha opinião…

    Curtir

  2. Feliciano Costa

    E isto influi em que para as pobres vitimas da demora excessiva do Poder Judiciário?

    Curtir

  3. Nadir Sabadin

    Pouco importa onde vai ou deixa de ser.. concordo com Feliciano. Importante é liberar os bens…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: