Ações Diversas

Homem é condenado por transmitir HIV para a ex-companheira

A decisão é da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reconheceu a culpa do réu que, durante a relação conjugal e, consciente que era portador do vírus HIV, transmitiu para a ex-companheira. O tribunal reconheceu no caso os pressupostos de conduta do agente: dolo ou culpa, dano e nexo de causalidade.

Por tanto, o STJ manteve o entendimento aplicado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), e condenou o acusado a pagar uma indenização de R$ 120 mil para a ex-companheira. A ação, ajuizada pela mulher, com quem manteve uma relação estável durante 15 anos, pedia uma pensão mensal de R$ 1,2 mil e danos morais no valor de R$ 250 mil.

Tanto no TJ-MG, quanto no STJ, houve a compreensão que no processo ficou comprovado que o réu tinha consciência da condição. Logo, assumiu o risco com o seu comportamento.

Como o julgamento foi muito recente, o acórdão ainda não foi divulgado pelo STJ. Entretanto, para o sócio-fundador do Zanette & Trentin Escritório de Advocacia, Dr. Giancarlo Donato, nesta situação há necessidade de ser analisada todas as possibilidades. “Para se ter a comprovação de consciência, ou não, de estar com o HIV, acho fundamental examinar todas as circunstâncias onde possa ter ocorrido uma contaminação”, explica o advogado.

Para o Dr. Giancarlo, qualquer momento que possa ter despertado alguma suspeita de contágio precisa ser investigado. A partir disso, o julgamento poderá ocorrer com a consciência, ou não, do réu portar a doença.

Situação inédita

O assunto, até então, não possuía precedentes dentro do STJ. Entretanto, na sua análise, o relator, ministro Luis Felipe Salomão, ressaltou a responsabilidade civil quando o acusado tem consciência de ser o portador do HIV. Somado a isso, não toma as devidas precauções, e não informa o parceiro nem toma as devidas precauções. Dessa forma, ele responderá civil e criminalmente.

O número deste processo não é divulgado, pois está em segredo judicial.

Zanette & Trentin lembra, para estes e outros assuntos procure sempre um advogado de confiança.

2 comentários em “Homem é condenado por transmitir HIV para a ex-companheira

  1. Manoela Pietrobelli

    Acho errado…

    Curtir

  2. Juliana Decker

    Se foi desproporcional bem feito

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: